sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

ESPECIAL III ENCONTRÃO - Parte VII Desenhos e Super Herois Antigos


Resultado de imagem para Shazan, He Man, Mightor, Os fantasma do espaço"Jesus Cristo é o nosso Super Heroi
com ele não corro perigo
não tenho medo da chuva 
nem dos bandidos
ele não mora na televisão


mas mora no meu coração
com ele eu sou
mais forte que um robô
que um robô..."

Essa é uma das canções de Janires, composta para público infantil, mas retrata o tema das relações que temos com o universo dos heróis de quadrinho ou da TV.

Resultado de imagem para Shazan, He Man, Mightor, Os fantasma do espaçoOs Super-Heróis ensinam pelo exemplo, eles mostram pela ação o que é bom e justo. E isso é muito mais eloquente do que os conselhos em abstrato. 
Resultado de imagem para Shazan, He Man, Mightor, Os fantasma do espaço
"Aprende-se ao seguir o exemplo das pessoas mais virtuosas, mas a virtude se mostra nas ações do cotidiano." Aristóteles.

O fascínio que os personagens exercem, figurando como exemplos heróicos, e tomando a Ética aristotélica das virtudes como referência teórica, pretende-se apresentar alguns Super-Heróis, e mostrar como cada um deles apresenta um aspecto importante da referida ética.

A coragem nasce da atitude de enfrentar o perigo. Não são os mais fortes que vencem, mas os que competem, ou seja, os que praticam 

Você lembra de heróis como Shazan, He Man, Mightor, Os fantasma do espaço?

UM POUCO DE HISTÓRIA...

Uma tradição dos estúdios Hanna-Barbera sempre concedeu inteligência quase humana aos animais, transformando-os de quadrúpedes a bípedes, dando-lhes gravata borboleta, chapéu e o dom de falar. A fórmula usada trouxe, geralmente, valentes personagens, que perambulam pelo Mundo em busca de aventuras, sempre acompanhados de um fiel escudeiro.
Sansão é na verdade um personagem bíblico. Ele teria sido um mortal com
força sobre-humana, fornecida por Deus enquanto ele mantivesse
os seus cabelos longos. Nesta série animada, a Hanna-Barbera
o recriou em uma versão moderna
Entre 1957 e 1959, o estúdio criou engravatados como Zé ColméiaDom PixoteJambo e RuivãoPlic e Ploc, entre vários outros. Até que, em 1960, William Hanna e Joseph Barbera decidiram que os protagonistas da sua próxima animação deveriam ser humanos e não animais. Surgiram então Os Flintstones.
Cinco anos depois, em 1965, a "HB" estreou A Formiga Atômica, seu primeiro super-herói, mesmo que o protagonista ainda fosse um animal falante (no caso, um inseto).
Logo vieram os desenhos animados da Marvel Comics (Capitão AméricaHulkThor e Namor), que viraram fenômeno, fazendo com que a "HB" investisse em super-heróis com forma humana ou similar. Mesmo não apresentando um primor de qualidade, surgiram personagens como Space Ghost e Homem-Pássaro, que fizeram grande sucesso e são lembrados até hoje.
Ao contrário dos personagens da Marvel, os heróis da Hanna-Barbera não possuem origem definida e tampouco qualquer exploração psicológica. São heróis e vilões claramente influenciados por similares nos quadrinhos, com tramas simples, do tipo "cientista ou alienígena maléfico com planos de dominar o Mundo, luta contra os heróis e acabam derrotados". Ponto final. Nada de sentimentalismos, seqüências ou questionamentos. Apenas ação.
Este especial, gradativamente, matérias sobre todos os super-heróis dos estúdios Hanna-Barbera, que rechearam as tardes dos anos 70 e 80 na tevê brasileira. (oficinadeartejackcartoon.blogspot.com.br)

 QUE O TERCEIRO ENCONTRÃO TEM A VER COM 
TUDO ISSO?

Voltando para o pastor Jajá, ainda que se pretenda criar uma imagem de que os heróis de quadrinho sejam infalíveis apenas Cristo é o Eu Sou!
E o que isso implica?
Acompanhe nossas postagens e vamos descobrindo juntos...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba no seu e-mail informações de Presentia

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...