quarta-feira, 13 de abril de 2016

Cristianismo na Europa: Igrejas pentecostais crescem e tradicionais fecham as portas


O cristianismo no Reino Unido está experimentando uma grande mudança. Enquanto igrejas mais antigas e tradicionais estão fechando as portas, grupos pentecostais e carismáticos tem visto um caminho aberto para atrair pessoas para a fé.
Imagem redimensionada

Nos últimos seis anos, 168 templos da Igreja da Inglaterra (também denominada como Igreja Anglicana) fecharam as portas, junto com 500 Igrejas Metodistas e 100 Igrejas Católicas, de acordo com o site Religion News Service.

Por outro lado, para cada Igreja Anglicana foi fechada nos últimos seis anos, mais de três igrejas pentecostais tomaram seu lugar, de acordo com uma análise feita pelo jornal The Times de Londres.

A igreja pentecostal é considerada como uma das linhas do cristianismo que mais crescem no mundo, com uma estimativa de 500 milhões de seguidores. Ao contrário das igrejas mais antigas da Europa, a pentecostais tem atraído pessoas de todas as idades e raças.

"Estou otimista em ver esta nação voltando para Deus", disse o pastor Agu Irukwu, da igreja Redeemed Christian Church of God. O grupo pentecostal, fundado na Nigéria, agora tem cerca de 600 congregações em toda a Inglaterra.

"Há um século, a face do cristianismo europeu poderia ter sido rotulada como branca, mas agora ela está cada vez mais colorida", disse Israel Olofinjana, um ministro nigeriano nascido em Londres.

Uma dos maiores atrativos dentro das igrejas pentecostais é a atmosfera mais “animada”. A Hillsong Church de Londres, por exemplo, realiza quatro cultos todos os domingos, com a participação de 8 mil pessoas no teatro Dominion.

"Parece uma balada de Deus, com canções de amor a Jesus", disse um jovem africano ao participar de um desses cultos.

As novas igrejas também servem como refúgio para os cristãos imigrantes do leste da Europa, sobretudo na Polônia, onde o catolicismo é a religião predominante.

"Houve uma mudança sísmica", disse Robert Beckford, professor de teologia na Canterbury Christ Church University. "O cristianismo na Grã-Bretanha se tornou muito mais etnicamente diverso, como resultado da migração da África Ocidental, Europa Oriental e, até certo ponto, da América Latina".

Guia-me

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba no seu e-mail informações de Presentia

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...