quinta-feira, 24 de março de 2016

De Trapaceiro a Patriarca

Pr. Ordônio
Jacó filho de Isaque e Rebeca. Irmão gêmeo de Esaú. Na pirâmide patriarcal sei que foi um nome bastante arvorado pela Bíblia Sagrada. O verso que tomamos como base para escrever esta matéria é "Rm 9:13". Amei a Jacó e aborreci a Esaú. Estaria Deus fazendo acepção de pessoas? 
Podemos dizer que Jacó foi o homem predestinado? 
Deixe-me dá alguns Deméritos do neto de Abraão. Jacó era especialista em trapacear e enganar. Sua primeira investida foi contra seu próprio irmão Esaú. Aproveitou-se de sua grande necessidade, deu-lhe um prato de lentilha (comida), mas, exigiu seu direito de primogenitura. Com a morte de Isaque, não mais Esaú, e sim Jacó passaria a ter direito legal sobre os bens deixados, por Isaque.

O tempo passou, mais uma vez, Jacó vestindo as vestes de Esaú "roubou" a bênção que seria destinada a seu irmão, e o mais grave, é que Jacó aproveitou a cegueira do seu pai para prejudicar mais uma vez a Esaú. Então Jacó era mesmo "sabido" isto é enganador. O tempo passou esteve em Padã-Harã onde viveu pelo menos 20 anos na casa de Labão. Quatorze dos vinte, trabalhou para seu tio, em troca das suas duas filhas. Era especialista em enganar, não se envergonhava de enganar a própria família. Jacó tinha um comportamento reprovável, mentiu, traiu, enganou. Que qualidades tinha Jacó para que Deus o amasse ?

A despeito do que Jacó era Deus o amou. 
O Senhor o amou mesmo antes de nascer. Veja (Ml 1:2) Não foi Esaú, irmão de Jacó? Disse o Senhor: Todavia amei a Jacó, apesar de Jacó ser o que era, Deus o amou. Você sabe a diferença entre "graça e misericórdia"? Graça - Recebemos o que não merecemos. Misericórdia - Não recebemos o que merecemos. 

A despeito do que era Jacó, Deus o amou e continuou investindo em sua vida de igual modo é o amor de Deus por nós. O que fizemos para Deus nos amar, a Bíblia diz que Deus nos amou primeiro; Ele nos amou antes da fundação do mundo, e mais ainda, quando eramos pecadores. O pecador não é salvo pelos seus méritos, mas pela graça de Deus. (Ef 2:8) Pela graça sois salvos.

O que fizemos para que o Senhor nos escolhesse? Eu vos escolhi, diz o Senhor. Deus escolhe, chama e converte. A conversão é obra exclusiva de Deus. "A graça de Deus é absolutamente necessária para a salvação da criatura humana". A criatura humana não se apropria da conversão por si só.

Falemos um pouco sobre conversão. A conversão não se alcança mudando de religião, mudando de igreja. A conversão é uma mudança interna, não é algo superficial, trata-se de uma mudança radical. 
A conversão genuína significa receber um novo coração. (Ez 36:26) ...Vos darei um ovo coração. Então o convertido mostra que mudou pelo seu comportamento; O que passou, passou (2ª Cor 5:17) ... Pois, assim, se alguém está em Cristo nova criatura é...

Hoje há muito fanatismo em nome de Deus, que não passa de uma máscara espiritual. Essa máscara tem caído da cara de muitos religiosos. Uma pessoa convertida (transformada) não é preciso um microscópio para que essa pessoa mudou verdadeiramente. Disse Jesus: Pelos frutos é que as árvores são conhecidas. A conversão não se assemelha a fazer uma reforma externa, como uma catação sobre uma estrutura podre. 
Há muitos indivíduos fervorosos na sua prática religiosa; que jamais experimentaram a verdadeira transformação (conversão).

A "conversão" é uma mudança no interior da pessoa; operada pelo próprio Deus, não depende de mérito ou de demérito da pessoa que vai ser transformada. O que fez Jacó para que Deus o transformasse? Qual a qualidade positiva existente em Jacó, para que Deus o transformasse? Nenhuma. Deus o regenerou pela sua graça, misericórdia. Qual a atuação de Lázaro em sua ressurreição? Nenhuma. Você agora entende porque Jesus demorou 2 dias para visitar seu amigo a quem ele tanto amava. E além do mais respondeu, e disse: Essa enfermidade não é para morte, mas para glória de Deus.

O Senhor amou a Jacó como ele era; o Senhor o transformou simplesmente pela sua graça. Como diz (Ef 2:1) para Deus estamos mortos em nossos delitos e pecados... O morto não tem vontade própria, não fala, não ouve, nem vê. Então Deus nos transforma pela sua graça, nenhum mérito temos em nossa conversão. A graça de Deus é absolutamente necessária para a salvação da criatura humana.

José Ordônio
é pastor da 2ª Batista Bíblica em Caruaru

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba no seu e-mail informações de Presentia

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...