quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Cantata de Gratidão pelo Dia da Bíblia

Filme sobre Gênesis chega aos cinemas em fevereiro

Filme sobre Gênesis chega aos cinemas em fevereiro Um filme cristão que abordará a historicidade do livro de Gênesis está chegando aos cinemas em fevereiro. Embora documentários nunca consigam ser sucessos de bilheteria, a intenção é divulgar “O Projeto Verdade”. A iniciativa é do Dr. Del Tackett, que passou anos pesquisando as reivindicações históricas do Gênesis em vários campos científicos, incluindo arqueologia, biologia, geologia e astronomia.
O filme se chama “O Gênesis é história?” e será exibido nos cinemas dos Estados Unidos no dia 23 de fevereiro. A produção da Compass Cinema e da Fathom Events tem um objetivo, explica Tackett: “Milhões de pessoas têm dúvidas sobre as origens da Terra e da humanidade”.
“Há pontos de vista contrastantes de nossa história, uma das quais está no livro de Gênesis. A pergunta é: Qual ponto de vista está certo? ‘Gênesis é história?’ apresenta uma defesa de que a Bíblia é historicamente confiável”, afirmam seus produtores ao Christian Examiner.
Thomas Purifoy Jr., que trabalhou na concepção do documentário, afirma que ele pode ser assistido por adolescentes e pessoas que se consideram “leigas” no assunto, uma vez que a apresentação é bem didática e a linguagem, simples.
O filme irá abordar não apenas a precisão histórica de Gênesis, mas também o debate se o mundo foi criado em seis dias literais ou não. Além disso, serão analisados as dúvidas mais comuns sobre os dinossauros e o tempo de formação do planeta.
Após a estreia do filme, o Dr. Tackett vai conduzir um painel de discussão com vários dos cientistas que aparecem na produção.
Não há previsão do longa chegar ao Brasil.


Assista ao trailer:

III Encontrão Presentia


terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Rebanhão anuncia primeiras datas de turnê em 2017

O Rebanhão, por meio do violonista e vocalista Carlinhos Felix, anunciou as primeiras datas da turnê nacional da banda para o ano de 2017. As novidades foram anunciadas pelo cantor carioca por meio de um vídeo divulgado na página da banda no Facebook.
Rebanhão anuncia primeiras datas de turnê em 2017As duas apresentações, programadas pela banda para o mês de janeiro, ocorrerão no estado do Espírito Santo. A primeira delas se dará na capital Vitória (14/1), no Centro de Celebrações em Jardim Camburi. A segunda em Guarapari (25/1), na Primeira Igreja Batista em Guarapari (PIB).
Nas duas apresentações, o início é programado para às 19h e o ingresso custa 35 reais. As entradas estão sendo vendidas online, no site da banda.
Pós-produção
Após a gravação do registro de 35 anos, ocorrido em novembro deste ano no Rio de Janeiro, os músicos do Rebanhão seguem nos processos de pós-produção. Por isso, Carlinhos Felix, por meio de uma videoconferência, agradeceu aos fãs pela presença no show de retorno do grupo que, desde o início dos anos 2000, não se apresentava.
A produção musical é assinada pelo próprio grupo e o futuro disco do Rebanhão será distribuído nos formatos CD, DVD e possivelmente em uma edição limitada em vinil que, até o momento, é um dos planos da banda carioca. Carlinhos afirmou, também, que o songbook do grupo esteve à venda durante a apresentação e ainda está disponível online.
gospelprime

ESPECIAL III ENCONTRÃO - Parte IX a Ampulheta

Resultado de imagem para ampulheta
Um dos diversos instrumentos que o homem concebeu para medir o tempo foi a ampulheta. 
Também conhecido por relógio de areia, a sua invenção é atribuída a um monge de Chartres, de nome Luitprand que viveu no século VIII. 
No entanto as primeiras referências deste tipo de objeto aparecem apenas no século XIV. È formada por dois cones ocos de vidro, unidos pelo gargalo, de modo a deixar passar a areia de um para outro num determinado intervalo de tempo, através de um orifício. Para proteger o conjunto era usada uma armação de madeira ou latão. Mais tarde as ampulhetas foram feitas de uma só peça de vidro com um orifício para passagem da areia.

A areia usada nas ampulhetas podia ser branca ou vermelha, desde que fosse fina, seca e homogênea. Além de areia podia-se também utilizar cascas de ovo moídas, pó de mármore, pó de prata, e pó de estanho misturado com um pouco de chumbo. Este último, aconselhado para as ampulhetas de 24 horas. A vida a bordo era regulada por este instrumento. Existiam ampulhetas para tempos de uma, duas ou mais horas, mas as mais usadas eram as de meia hora, também conhecidas por relógio. Ao virar a ampulheta, o marinheiro tocava o sino: uma badalada às meias horas e pares de badalada correspondentes a cada quatro horas. Um par à primeira, dois à segunda, etc.

...o tempo se vai

Como segurar o tempo? Podemos evitar de deixá-lo passar?

Há uma canção de Oficina G3 que aborda poeticamente esse assunto:

"O vento toca o meu rosto me lembrando que o tempo vai com ele levando em suas asas os meus dias, desta vida passageira minhas certezas, meus conceitos, minhas virtudes, meus defeitos nada pode detê-lo... ...o tempo se vai mas algo sempre guardarei... ..o Teu amor, que um dia eu encontrei os meus sonhos, o vento não pode levar a esperança, encontrei no Teu olhar os meus sonhos, a areia não vai enterrar porque a vida recebi ao Te encontrar..."

O QUE O III ENCONTRÃO TEM A VER COM ISSO?

O pastor Ariovaldo Ramos escreveu algo sobre a finalidade de Israel no passado e da nossa missão no tempo atual.

"Israel foi formado por Deus para trazer o Cristo para dentro da história. Israel tem uma missão na história para o bem da humanidade que é trazer o Cristo. Assim como nós temos uma missão na humanidade para o bem da história, que é levar o Cristo para toda a humanidade para que a história da humanidade termine em perdição mas sim em Salvação."

No tempo presente, sábado, 3 da tarde, no Teatro João Lyra
temos um encontro marcado com canções que marcaram 
nosso passado. A entrada é franca e lá, juntos, entenderemos
melhor o que pode nos trazer Esperança para o futuro.

Receba no seu e-mail informações de Presentia

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...