domingo, 17 de abril de 2016

Operação Azorrague: Folhas ou Frutos?

Marcos 11:12 a 21
Desde 2002 as operações da Polícia Federal são batizadas com nomes que se referem sutilmente ao motivo da investigação. Por exemplo: "Operação Arca de Noé" (2002), que desarticulou o jogo do bicho no Mato Grosso, prendeu sete pessoas e tinha, como principal investigado, Arcanjo Ribeiro.
A mais famosa de todas é a "Operação Lava Jato", que, em dois anos, já prendeu mais de sessenta pessoas.

Há dois mil anos Jesus realizou a "Operação Azorrague", que tinha como objetivo expulsar do templo aqueles que transformaram o lugar de oração em covil de ladrões e salteadores. De chicote em punho, indignado com o comércio que tomou conta do lugar, Jesus derrubou as mesas dos agiotas, cambistas e vendedores, e os expulsou do templo.
Na viagem de Betânia para Jerusalém, Jesus sentiu fome e tentou saciá-la com figos. Porque não era tempo de figos, Jesus não achou nada além de folhas. A árvore foi amaldiçoada por Ele com as seguintes palavras: "Nunca mais alguém comerá dos seus frutos". Ao chegar em Jerusalém, entrou no templo e colocou em prática a "Operação Azorrague", conforme mencionada acima.
Ao regressar pelo mesmo caminho, os discípulos perceberam que a figueira havia secado. Surge, então, a seguinte pergunta: por que Jesus amaldiçoou a figueira se não era tempo de figos? Ele usou uma parábola visual, ou seja, ele queria ensinar aos discípulos uma importante lição. Assim como a figueira só tinha folhas, assim também estava o povo no templo, a religião e o sistema que havia sido estruturado em nome de Deus. sem Deus. Havia movimento, religiosidade, aparência, sacrifícios e não havia verdadeiro comprometimento, corações quebrantados e temor. Pelo contrário, havia, isso sim, comércio feito por ladrões que usurpavam a boa fé do povo.
Será que esta, de igual forma, não é a mesma realidade de uma expressiva parcela da Igreja Evangélica Brasileira? Qual será a resposta que daremos ao país nestes dias, seja qual for o resultado da votação de hoje no Congresso Nacional? O País está morrendo de fome espiritual e a igreja só tem folhas para oferecer. Nem Dilma, nem Temer, nem PT, PMBD, PSDB; nem direita e nem esquerda, podem resolver o problema da fome espiritual do povo brasileiro. Esta é uma tarefa da IGREJA de Jesus, formada pelos seus fiéis seguidores. É a IGREJA que tem a missão de apresentar o EVANGELHO, o PÃO VIVO que desceu do céu, poder de Deus para saciar a fome espiritual do Brasil. Com isso não quero dizer que não devemos também oferecer o pão material. É claro que sim! Isso também faz parte da nossa tarefa. Isso faz parte da missão integral.
No templo havia religiosidade, muitas pessoas andando, inquietas, indo e vindo, comprando, vendendo, obtendo lucro às custas da fé de um povo enganado. Um "shopping center" da fé, muitíssimo parecido com tudo aquilo que temos visto hoje em dia. A fé foi transformada num negócio lucrativo, exatamente como vemos acontecer atualmente. Os negócios são regidos pelas leis de mercado, opostas às leis que regem o Reino. Lucro não pode ser o objetivo da pregação. A Casa de Oração, de entrega, de acolhimento, foi transformada em "casa de extorsão". As bençãos de Deus, seu perdão, sua misericórdia e graça, passaram a ser fonte de renda para ladrões. O meio se tornou um fim. O objetivo principal se tornou secundário e a forma passou a valer mais que o conteúdo.
A "Operação Azorrague" vem aí (de novo)! Vem mesmo, Espírito Santo, a começar pela minha vida! Vem e derruba a mesa dos shows gospel que apresentam somente folhas de um evangelho com letra minúscula. Vem e expulsa os cambistas travestidos de pastores e pastoras. bispas e bispos, padres e apóstolos, que mercadejam a Tua Palavra e abusam espiritualmente 
do povo. Vem, Espírito Santo, com chicote em punho, à semelhança do Santo Jesus, e desmascara os salteadores da esperança que vendem as bençãos e a salvação, que o Senhor nos oferece de graça e pela graça. Vem, Espírito Santo, e quebra a banca dos agiotas da fé que veem os fiéis como consumidores, crentes como mercado, cristãos como eleitores. Vem, e desmascara os oportunistas, os malandros, os falsos cristos, os falsos profetas, os que ocupam a bancada do Congresso Nacional e proferem o Teu Santo Nome em vão.

Segunda feira, com ou sem Dilma, as pessoas vão amanhecer morrendo de fome espiritual. Muitas vão amanhecer com pensamento suicida, com medo, tomadas pelas mais diversas síndromes, dominadas pelos vícios, desesperadas, aflitas, cansadas e sem fé. Elas vão procurar "figos" em nós. Elas vão procurar "figos" na Igreja. Acharão folhas ou frutos?

Marcelo Gualberto
MPC Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba no seu e-mail informações de Presentia

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...