segunda-feira, 31 de março de 2014

Namoro Cristão – Jugo Desigual entre Pessoas Evangélicas:

Nesse artigo quero abordar um assunto que é pouco falado nas igrejas evangélicas,  o relacionamento de pessoas que professam a mesma fé mas que, uma torna-se um julgo desigual para a outra. Geralmente quando se comenta sobre o tema julgo desigual é em relação a pessoas que não professam a mesma fé. O propósito desse artigo é ajudar os jovens que estão no estágio do conhecimento ou aqueles que já estão juntos em relacionamento. Meu desejo é que este artigo seja edificante para sua vida.
Em toda igreja tem uma fase em que a maioria dos jovens começam a namorar entre si.  Ao passar essa fase quase todos os relacionamentos terminam. Também é muito comum os jovens cristãos iniciarem um relacionamento com uma pessoa de outra igreja e às vezes cidade,  é lindo de se ver, mas com o passar do tempo descobrem que não é aquilo que eles querem para o futuro. A questão básica é, para se começar um relacionamento se observa tudo: beleza, papo, qual a área que esta cursando na faculdade, situação financeira, etc. Mas existe uma característica muito importante que é pouco observada em nossos dias atuais a VOCAÇÃO ou o Ministério da pessoa que se está flertando “pensado em iniciar um relacionamento”.
Não vos prendais a um jugo desigual com os infiéis; porque, que sociedade tem a justiça com a injustiça? E que comunhão tem a luz com as trevas?  II Coríntios 6:14
Ao lermos este texto a primeira impressão é que não existe comunhão entre luz e trevas, justiça e injustiça, exemplificando,  uma pessoa evangélica e uma pessoa que não é cristã. Essa interpretação esta correta, só que não se resume a isso. O texto e o contexto dessa passagem traz a idéia de um boi e um jumento sobre o mesmo jugo. Algo que era proibido em Dt 22:10, pelo fato do jumento ser um animal impuro para os judeus e o outro motivo é que ambos são de naturezas opostas e sequer são capazes de trabalhar adequadamente em conjuntos. Seria cruel atá-los um ao outro. Do mesmo modo é errado um cristão namorar com outro cristão, mas que tenha a vocação diferente um do outro. Um casal de jovens apaixonados por missões se interessam um pelo outro, porém o desejo dela é ir fazer missões na África e o dele é ir para a Argentina será que esse casal daria certo? A jovem deseja se formar em advocacia e exercer a função advogando pela causa trabalhista ele tem o chamado para ser pastor. Ambos os casos são de jovens cristãos, mais de vocações diferentes, a maioria dos jovens não se preocupam com um dos pontos mais importantes de um relacionamento que é a soberania de Deus na vida ambos.
É doloroso afirmar isso, mas é uma verdade espiritual – Os propósitos e a vocação de ambos devem convergir, se isso não vier a acontecer busque ao Senhor e procure a sua direção para saber se deve continuar com esse relacionamento ou não. É melhor sofrer enquanto esta só, se conhecendo, do que passar o resto de suas vidas infelizes tanto no sentido físico quanto no sentido espiritual. Um sempre colocará a culpa no outro por não ter apoiado seu ministério ou sonhos, como também a frustração no âmbito espiritual de não ter cumprindo o chamado de Deus.
Deus não dará nada a ninguém para afastá-lo de sua presença, pelo contrário, todas as coisas que Deus em sua soberania colocar em seu caminho é para lhe levar para mais perto Dele. Aceitar a soberania de Deus é descansar e entender que Ele é Deus! Vai existir momento que Ele vai literalmente tirar do seu caminho aquilo que no futuro vai lhe atrapalhar de cumprir o propósito Dele em sua vida. Então agradeça!

Uma pessoa apaixonada pelo ser humano, visionário, missionário por vocação, Blogueiro, uma pessoa simples disposta a marca minha geração.
gospel mais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba no seu e-mail informações de Presentia

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...