segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Uma Igreja Vivendo à Luz da Ressurreição

Resultado de imagem para Igreja Batista Emanuel em Caruaru (Ibec)

A Igreja Batista Emanuel em Caruaru (Ibec) celebra 22 anos de história. Ao longo de todo esse tempo, a dedicação à obra do Senhor foi a maior marca da comunidade cristã. Os membros da Ibec sempre tiveram a consciência de pertencer a um agrupamento maior do que o conjunto de irmãos que se reúnem semanalmente na Rua Elias Ferreira dos Santos, nº 6, no bairro das Rendeiras. Somos todos parte da Igreja, chamada no Novo Testamento de corpo de Cristo, “a plenitude daquele que enche todas as coisas em toda e qualquer circunstância” (Efésios 1:22-23 NVI). O fato de Paulo Apóstolo dizer que o Senhor “enche todas as coisas” chama a atenção, pois estudiosos da estirpe de N. T. Wright apontam que o Cristianismo só ascendeu por causa da verdade histórica da “tumba vazia deixada para trás” por Jesus de Nazaré.
Quando Agostinho de Hipona desenvolveu a ideia de que existe uma Igreja invisível (santa) e outra visível (com falhas), deixou claro a necessidade de os cristãos adotarem um estilo de vida diferenciado, que apontasse para o reino de Deus, que será plenamente manifestado no tempo futuro. Esse aspecto eclesiológico foi mantido mesmo após a Reforma Protestante. Assim sendo, a Igreja não é compreendida como uma entidade criada por homens, mas que existe desde “antes da fundação do mundo” (Ef. 1:4 RC). Foi Deus quem criou a Igreja e é ela quem cria em nós o caráter dEle, a partir da vida em comunidade.
As características dessa nova vida estão em diversos trechos das Escrituras Sagradas, podendo ser sintetizadas em obediência à verdade, amor fraternal e santidade. Essa conduta não se apresenta como marcas de legalismo, mas como fruto do novo nascimento. “A vida nova que [vocês] possuem não é como a velha vida. O velho nascimento de vocês veio de semente mortal; o novo nascimento vem da Palavra viva de Deus. Pensem nisto: uma vida concebida pelo próprio Deus!” (I Pedro 1:23 – A Mensagem)
Sob essa ótica, é possível compreender (e viver) à luz da ressurreição. Guiados pelo Espírito, manifestando os dons e o caráter da Trindade, andando na alegria que fortalece, podendo todas as coisas nEle. Da mesma forma que o Cristo deixou para trás uma tumba vazia, os cristãos abrem mão de uma vida vazia, para serem plenos da vida de Deus. Não mais à sombra da cruz nem no vale da morte, mas à luz da ressurreição dAquele que está assentado à destra do trono do Pai e tem um nome acima de todo o nome, o qual foi dado à Igreja para salvação de todo aquele que crê.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba no seu e-mail informações de Presentia

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...