domingo, 13 de agosto de 2017

Igreja usa dinheiro de dízimos e ofertas e reforma casa de idoso com mão de obra voluntária

Uma congregação evangélica decidiu cumprir o Ide de forma efetiva e, com dinheiro de dízimos e ofertas, reformou a casa de um idoso que não tinha condições financeiras e físicas de tocar a obra.
A Segunda Igreja Batista em Tocantinópolis (TO) reuniu fiéis voluntários e recursos para fazer melhorias gerais e essenciais na residência do irmão Angerico, idoso que vive há muitos anos na cidade. A iniciativa faz parte do Programa Cristo Vive em Mim, um projeto social da congregação.
Além de pintura nas paredes, alguns reparos de alvenaria foram feitos, com revisão da fiação elétrica e outros detalhes, que trouxeram maior conforto para o idoso.
De acordo com informações da Convenção Batista do Tocantins, a ideia da congregação de Tocantinópolis é continuar alcançando pessoas que são beneficiadas pelo poder público. “É gratificante vermos uma igreja nova seguindo os passos de Jesus, pois Jesus demonstrava amor através de atitudes”, afirmou um dos voluntários da iniciativa.
A ideia de multiplicar os efeitos da pregação do Evangelho através de ações sociais continuará sendo executada, de acordo com os líderes da Segunda Igreja Batista de Tocantinópolis. A próxima beneficiária será uma fiel da denominação, que terá sua casa construída do zero, pois o local onde vive atualmente não possui condições de habitação.
Confira nas fotos abaixo alguns momentos da reforma organizada pelos evangélicos do Tocantins:
 

Outros exemplos

A Igreja Assembleia de Deus Ministério Lagoinha em Araruama (RJ) ficou nacionalmente conhecida pelo exemplo dado ao aplicar seus dízimos e ofertas na construção de casas populares para membros que não têm onde morar.
O pastor Fábio Mendonça, que trabalha como sargento da Polícia Militar, usa os finais de semana para construir as casas, com ajuda de três pedreiros voluntários, em um terreno de propriedade da igreja.
Uma das beneficiárias do projeto, Andréa Silva Rocha, disse que a assistência oferecida pela igreja chegou no momento exato: “Fui amparada na hora que mais precisei, hoje tenho a segurança de um lar”.
Já no exterior, o pastor de uma megaigreja decidiu que os dízimos e ofertas dos fiéis serão usados para a construção de casas populares e, após o plano de ação ser aprovado, destinará aproximadamente R$ 250 milhões na construção de centenas de moradias para pessoas de baixa renda.
“Eu quero que as pessoas olhem para esse prédio [templo] todos os dias e saibam que há esperança. Eu quero que eles venham à igreja e adorem a Deus, como diz a Bíblia, na beleza de Sua Santidade, e ouçam uma palavra sobre esperança. Estamos na região leste de Nova York, onde a igreja é realmente necessária, não apenas para pregar e cantar, mas para cuidar do povo”, frisou o líder evangélico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba no seu e-mail informações de Presentia

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...