terça-feira, 6 de dezembro de 2016

ESPECIAL III ENCONTRÃO - Parte IX a Ampulheta

Resultado de imagem para ampulheta
Um dos diversos instrumentos que o homem concebeu para medir o tempo foi a ampulheta. 
Também conhecido por relógio de areia, a sua invenção é atribuída a um monge de Chartres, de nome Luitprand que viveu no século VIII. 
No entanto as primeiras referências deste tipo de objeto aparecem apenas no século XIV. È formada por dois cones ocos de vidro, unidos pelo gargalo, de modo a deixar passar a areia de um para outro num determinado intervalo de tempo, através de um orifício. Para proteger o conjunto era usada uma armação de madeira ou latão. Mais tarde as ampulhetas foram feitas de uma só peça de vidro com um orifício para passagem da areia.

A areia usada nas ampulhetas podia ser branca ou vermelha, desde que fosse fina, seca e homogênea. Além de areia podia-se também utilizar cascas de ovo moídas, pó de mármore, pó de prata, e pó de estanho misturado com um pouco de chumbo. Este último, aconselhado para as ampulhetas de 24 horas. A vida a bordo era regulada por este instrumento. Existiam ampulhetas para tempos de uma, duas ou mais horas, mas as mais usadas eram as de meia hora, também conhecidas por relógio. Ao virar a ampulheta, o marinheiro tocava o sino: uma badalada às meias horas e pares de badalada correspondentes a cada quatro horas. Um par à primeira, dois à segunda, etc.

...o tempo se vai

Como segurar o tempo? Podemos evitar de deixá-lo passar?

Há uma canção de Oficina G3 que aborda poeticamente esse assunto:

"O vento toca o meu rosto me lembrando que o tempo vai com ele levando em suas asas os meus dias, desta vida passageira minhas certezas, meus conceitos, minhas virtudes, meus defeitos nada pode detê-lo... ...o tempo se vai mas algo sempre guardarei... ..o Teu amor, que um dia eu encontrei os meus sonhos, o vento não pode levar a esperança, encontrei no Teu olhar os meus sonhos, a areia não vai enterrar porque a vida recebi ao Te encontrar..."

O QUE O III ENCONTRÃO TEM A VER COM ISSO?

O pastor Ariovaldo Ramos escreveu algo sobre a finalidade de Israel no passado e da nossa missão no tempo atual.

"Israel foi formado por Deus para trazer o Cristo para dentro da história. Israel tem uma missão na história para o bem da humanidade que é trazer o Cristo. Assim como nós temos uma missão na humanidade para o bem da história, que é levar o Cristo para toda a humanidade para que a história da humanidade termine em perdição mas sim em Salvação."

No tempo presente, sábado, 3 da tarde, no Teatro João Lyra
temos um encontro marcado com canções que marcaram 
nosso passado. A entrada é franca e lá, juntos, entenderemos
melhor o que pode nos trazer Esperança para o futuro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba no seu e-mail informações de Presentia

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...