terça-feira, 23 de agosto de 2016

“O papel da Igreja é levar amor para quem não o tem”, diz o apóstolo Décio Lira

Por Jénerson Alves

Líder da Igreja Palavra que Cura, o apóstolo Décio Lira fala sobre o projeto ‘Unidade – A Igreja acordou’. A ação tem reunido pastores e igrejas do município de Caruaru, no intuito de atuarem em conjunto, baseado em uma visão de Reino que vai além das barreiras denominacionais. Atualmente, cerca de 100 líderes evangélicos fazem parte da Unidade. Na entrevista, ele ainda comenta acerca das vigílias que estão sendo realizadas com o intuito de promover uma atmosfera espiritual de bênçãos na cidade. Segundo o apóstolo, a cidade está experimentando um novo mover espiritual. “Nunca na história de Caruaru houve isto: tantos pastores estarem juntos com um mesmo propósito, um mesmo objetivo”, pontua. Confira a entrevista:

PRESENTIA – Como surgiu a ideia de trabalhar a ‘Unidade’ com as igrejas evangélicas, bem como a ideia do slogan do projeto?
DÉCIO LIRA – Nosso slogan é ‘A Igreja acordou’. Não que ela esteja completamente acordada, mas a gente fala por fé, que é estar convicto daquilo que se espera. Esse slogan, após ser lançado, começou a surtir efeito. Vimos que tudo era espiritual. O diabo trabalhou, durante muito tempo, para que a Igreja não andasse unida. Isso trouxe problemas muito sérias para a Igreja, que se tornou uma família desunida. O próprio Jesus ensinou – e nós, pastores, também ensinamos – que “um reino dividido não subsiste”, mas como não enxergávamos essa verdade, não estávamos unidos. Essa unidade, agora, veio para que nos juntássemos e, assim, o Espírito Santo tivesse liberdade de operar, para que possamos entender o Evangelho na sua essência. Queremos que o que aconteceu na Igreja Primitiva também aconteça atualmente.

PRESENTIA – Quantos pastores estão engajados?
DÉCIO LIRA – Atualmente, temos quase 100 pastores e pastoras. Tivemos um café com o presidente da Ameape (Associação dos Ministros Evangélicos do Agreste Pernambucano), pastor José Erivaldo, também estivemos com um irmão que faz parte da Reforma, outra entidade que agrega pastores na cidade. Então, todos estamos juntos, com o mesmo propósito. Estamos abertos para ouvir qualquer pastor. Eu vejo que é necessário ouvir, conhecer, e no decorrer, nós vamos poder continuar fazendo a obra do Senhor. Isso é o que importa. É claro que temos divergências doutrinárias, mas há algo em que não divergimos: é Jesus Cristo crucificado, morto, sepultado, ressuscitado, assentado à direita do Pai, trabalhando em prol da Igreja. Então, nisso cremos e nisso estamos unidos. Com relação às demais doutrinas, creio que nós vamos aprendendo uns com os outros.
 
PRESENTIA – Também têm sido promovidas vigílias com essa finalidade...
DÉCIO LIRA – Na verdade, as vigílias começaram antes. Deus colocou em meu coração iniciarmos as vigílias no Monte Bom Jesus. Certa vez, enquanto orávamos naquele local, pedindo chuva – apesar de não haver, naquela noite, nenhuma nuvem no céu – começou a chover por causa de apenas uma pequena nuvem que surgiu sobre nós naquele momento. Entendemos que o Senhor estava confirmando nosso pedido. Depois daquela noite, começou a chover na cidade. Então, o Senhor começou a dar a direção de que nós, unidos, iríamos conseguir muito mais. Então, começamos a trabalhar essa ideia de unidade com outros pastores. Nunca na história de Caruaru houve isto: tantos pastores estarem juntos com um mesmo propósito, um mesmo objetivo.

PRESENTIA – Inclusive, houve uma vigília no último dia 20. Como foi o evento?
DÉCIO LIRA – Esta foi a 11ª vigília. Começamos no Monte Bom Jesus. Agora estamos realizando essas vigílias no Espaço Cultural. Temos recebido vários pastores com suas ovelhas. Anteriormente, o horário era das 21h às 05h. Agora, percebemos que seria mais proveitoso realizar das 20h à meia-noite. Com isso, uma quantidade maior de pessoas têm conseguido estar conosco. Nessa última vigília, houve uma frequência maior, uma quantidade de pessoas que nos deixou maravilhados. A tendência agora é aumentar. O objetivo da unidade é ganhar Caruaru para Jesus. Assim, uma igreja ajuda outra. Isto é uma visão de Reino: aquilo que eu não tenho e um irmão da unidade tem, ele me ajuda; aquilo que eu tenho e ele não tem, eu o ajudo. Estamos vendo o operar de Deus de forma inédita nesta cidade.

PRESENTIA – Já há previsão de quando ocorrerá a próxima vigília?
DÉCIO LIRA –A próxima vigília ocorrerá no mês de setembro, em uma data que será confirmada. Mas já sabemos que ela será no Espaço Cultural.

PRESENTIA – O senhor acha que há um aspecto escatológico neste mover? Pela fé cristã, entendemos que já estamos no tempo do fim. Há algum ponto profético quanto à união das igrejas?
DÉCIO LIRA –O que posso te garantir é o seguinte: a Bíblia diz que nos últimos dias viriam tempos difíceis, o homem seria amante de si mesmo e o amor iria esfriar. Porém, o ‘ide’ permanece, mesmo dentro deste contexto. O ‘ide’ só acaba no arrebatamento. Então, se o amor está esfriando nesses últimos dias, o papel da Igreja – que tem o amor – é levar amor para quem não o tem. Há um trabalhar de Deus não só no Brasil, mas nos cinco continentes. Os pastores que estão mais sensíveis ao Espírito Santo estão se juntando para que mais pessoas sejam alcançadas. Eu vejo Deus operando dessa forma para que o máximo de pessoas sejam salvas.
 
PRESENTIA – Há alguma relação entre a unidade e o Ecumenismo?
DÉCIO LIRA –Não. Existe o Ecumenismo, que tem sido trabalhado há muitos anos defendendo um ‘Jesus’ que não é o nosso. Existem outros ‘Jesus’ sendo pregados. A Igreja não concorda com o Ecumenismo. O líder católico disse recentemente que todas as pessoas são filhas de Deus, mas a Bíblia mostra que só é filho de Deus quem nasceu de novo – quem crê em Jesus Cristo crucificado, morto, sepultado, ressurreto, assentado à destra do Pai e trabalhando em prol da Igreja. Sabemos que pretendem juntar todas as religiões, mas a Igreja precisa se preparar para o que está por vir. A Igreja, sabendo disso, estará bem mais forte para nos prepararmos e não apostetemos da fé. Como pastores, temos de orientar para que nossas ovelhas não apostatem da fé. Estamos na Unidade para que possamos conhecermos uns aos outros e nos ajudarmos. Se algum falso profetar vier para o nosso meio – isso é possível –, nós estaremos discernindo pelo poder da Palavra.

PRESENTIA – Quem quiser se integrar à Unidade, como deve proceder?

DÉCIO LIRA –O contato para fazer parte da unidade é (81) 9 9912.2733, que é o nosso WhatsApp. A pessoa pode entrar em contato, nós marcamos uma reunião e é feita uma análise. Temos visto uma adesão muito grande, pois as pessoas entendem que é a unidade o que Deus quer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba no seu e-mail informações de Presentia

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...