sábado, 26 de março de 2016

Juventude Batista mostra a 'cara' contra a corrupção

Texto: Jénerson Alves
Fotos: Larissa Albuquerque e Ilana Mayse



Daniel Caveira traçou estratégias com os congressistas
 Quem esteve na Feira de Artesanato e em outros pontos do Centro de Caruaru na manhã do sábado (26/03) pôde presenciar uma ação evangelística e social protagonizada por jovens de várias igrejas batistas do Agreste. Por volta das 9h, um grupo de cerca de 200 pessoas – participantes do 40º Congresso da Juventude Batista do Agreste – deixou as quatro paredes do santuário da Primeira Igreja Batista e ocupou espaços estratégicos da Feira de Artesanato. Como uma maneira de apresentar de forma prática o tema do Congresso - “Jesus é suficiente” -, os jovens alertaram acerca do atual cenário político do Brasil, mas provocando a reflexão de cada cidadão no que concerne a conduta ética.



O grupo se mobilizou nas proximidades do palco do 'Caruaru Parada Obrigatória' e realizou apresentações de flash mob, teatro, artes circenses e poesia. Não apenas isso. Estudantes e profissionais da Escola Grau Técnico estiveram localizados estrategicamente, aferindo pressão arterial dos transeuntes. Ao mesmo tempo, os jovens distribuíram garrafas de água mineral e cremosinhos para os turistas.



Estudantes do Grau Técnico atenderam à população

Após as apresentações culturais, os congressistas fizeram uma Caminha Evangelística, atravessando a Feira de Artesanato e chegando até o Marco Zero do município de Caruaru. Mesmo com o clima de alegria (fruto do espírito), revelado por meio de gritos de guerra e coreografias, os jovens chamaram a atenção para o momento político e social vivenciado pelo Brasil. Eles ainda expuseram mensagens e cartazes em sinais de trânsito.


Jovens realizaram performances em sinais de trânsito

O pastor Daniel 'Caveira', preletor oficial do Congresso, classificou o momento como uma oportunidade de praticar o amor de Deus. “Fizemos cartazes, mas também fizemos um questionário e perguntamos às pessoas o que elas pensam sobre corrupção. Perguntamos a religião das pessoas e o que elas pensavam sobre o papel da igreja delas acerca da corrupção. Além disso, oramos pelo Brasil e pelas pessoas que estavam conosco. Durante esta manhã, pudemos sentir e transmitir o que é se importar com algo que não seja sua vida nem sua comunidade de fé, mas chegar em uma praça e pensar como contribuir para a coletividade. Isso é evangelizar, é iniciar um discipulado, é mostrar que Jesus não aprova a corrupção, pois quem ama não corrompe”, comentou. 



Um comentário:

  1. Deus abençoe o PR Daniel. Isso É ser igreja, impactar a sociedade com o poder transformador do Evangelho. Os protestantes sempre marcaram a história alterando o curso dela em direção à vontade fde Deus. Façamos a diferença hoje.

    ResponderExcluir

Receba no seu e-mail informações de Presentia

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...