segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Marchinha de Carnaval do Grupo Agua Viva - MILAD - "Que estou fazendo se sou cristão?"



Quando João Dias de Araújo, então com 36 anos, fazia mestrado em teologia de Calvino no Seminário de Princeton, nos Estados Unidos, o maestro brasileiro João Wilson Faustini, também residente naquele país, lhe sugeriu que escrevesse a letra de um hino que falasse sobre o compromisso dos cristãos contra a injustiça e a miséria social. 

Foi assim que nasceu, em 1967, o hino “Que estou fazendo se sou cristão?”, que aparece na última edição do Hinário para o Culto Cristão, da Convenção Batista Brasileira (nº 552) e em outros hinários. Hoje, João Dias de Araújo, 75, casado, cinco filhos, é professor do Seminário Batista do Nordeste e pastor da Igreja Presbiteriana Unida de Feira de Santana, na Bahia. A música é do médico e pianista presbiteriano Décio Emerique Lauretti, residente em São Paulo. 

Para sacudir a igreja brasileira, seria muito bom se todos os cristãos de nosso injusto país cantassem com freqüência o hino ao lado: 

Que estou fazendo se sou cristão? 
Se Cristo deu-me o seu perdão! 
Há muitos pobres sem lar, sem pão, 
Há muitas vidas sem salvação. 

Meu Cristo veio prá nos remir: 
O homem todo sem dividir. 
Não só a alma do mal salvar, 
Também o corpo ressuscitar. 

Há muita fome em meu país, 
Há tanta gente que é infeliz, 
Há criancinhas que vão morrer, 
Há tantos velhos a padecer. 

Milhões não sabem como escrever, 
Milhões de olhos não sabem ler 
Nas trevas vivem sem perceber 
Que são escravos de outro ser. 

Aos poderosos eu vou pregar 
Aos homens ricos vou proclamar 
Que a injustiça é contra Deus 
E a vil miséria insulta aos céus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba no seu e-mail informações de Presentia

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...