domingo, 28 de fevereiro de 2016

Fernando Lima - Essa tal Religião

A religião te entupiu de informações e hoje você sabe tanto que não sabe nada a respeito do Evangelho. Aliás, o Evangelho só é boa nova para quem é desentupido. Para quem se deixa penetrar, escorrer, fluir pelas águas dos mananciais do Espírito e não pelos encanamentos das cisternas pre-moldadas da religião.
Religião pela mera práxis comportamental, é cera teatral. Se você quiser uma religião, eis a que acredito:
Eu acredito na religião que se efetiva junto ao próximo em acolhimento nas suas necessidades, tendo, porém, seu ponto de partida em si, no ethos, na casa do seu coraçãozinho, visto que o inverso corre grande perigo de incorrer no fazer vaidoso, comportamental e politicamente correto.
Em suma, a massa corre atrás do pão que perece e a má religião tem de sobra. Tem água para o sedento de poder; tem comida perecível para os que no auge de suas carências queriam apenas saciar o estômago.
A má religião é perversa porque perverte e, qualquer um que diga amém a ela trás juízo para si, e o tal será julgado pela própria consciência.
Aos meus amigos que amam ressuscitar a Lei para engendrar os incautos em suas misérias, que fique claro que o juízo da consciência tem dois caminhos: o do remorso para morte e o do arrependimento para vida!
Hoje você refestela-se no cinismo, cedo ou tarde descobrirá a dor de ser quem de fato és.
Vocês sabem o que sei sobre tudo isto é o porquê de minha afirmação ao que vocês dizem amém seja um retumbante "para trás de mim, Satanás, que só cogitas as coisas dos homens" .

Trecho epilogal de As memórias de um pregador mirim
Fernando Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba no seu e-mail informações de Presentia

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...