quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

ESPECIAL - Pr. Calvino - ENTÃO É NATAL....


Uma canção de Natal, das mais repetidas nesta época do ano, pergunta: “Então é natal, e o que você fez?”, essa canção nos lembra da rápida passagem do tempo e questiona o que nós fizemos de relevante no ano que está chegando ao fim.

Conquanto, muitos nem ao menos suportem esta canção, ela traz uma pergunta absolutamente relevante e nos convida a refletir sobre a nossa própria caminhada. Raramente nós paramos para refletir com o devido cuidado sobre o significado da nossa vida e a importância da nossa vocação. Passamos pela vida, simplesmente assim, sem grandes considerações. Sem grandes realizações, sem dar muita importância ao nosso papel como filhos de Deus.

Numa série de exortações, feitas pelo apóstolo Paulo, no final da Primeira carta aos Tessalonicenses, encontramos algumas palavras que devem fazer eco em nossos corações. As exortações paulinas são de suma importância para a Igreja, ou melhor, para cada um de nós: “Exortamo-vos, também, irmãos, a que admoesteis os insubmissos, consoleis os desanimados, ampareis os fracos e sejais longânimos para com todos” – (I Ts 5.14).

Então é Natal, e o que você fez no ano que está findando que honrou o nome do Senhor Jesus? 

O que você fez que abençoou a vida do sofrido, que abençoou o aflito, o abatido, o enfermo, o solitário, a viúva, o órfão e o perdido? Meu coração fica profundamente inquieto quando percebo que estamos nos habituando à nossa vocação e ao nosso ofício, quer sejamos presbíteros ou diáconos. 

Executamos as nossas atividades mais por desencargo de consciência do que por vocação, mais por obrigação do que por paixão. Mais por dever do que por prazer. Mais para nos promover do que para a glória de Deus. 

Então é Natal, e o que você fez no ano que está terminando que seja digno de nota?

Pr. Calvino Rocha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba no seu e-mail informações de Presentia

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...