quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Guilherme Kerr - O Desafio de Ser Cristão HOJE

Ao se afligir e deparar com a chamada crise dos refugiados o desafio do cristão é achar o equilíbrio entre discernimento e compaixão. 

Receber "o órfão, a viúva, o estrangeiro" é o Espírito de Cristo -nada deve nos desviar dessa certeza. É da essência da mensagem e do espírito que pregamos ser compassivo e promover e incentivar o bem em favor de todos - sermos pacificadores e ministros (servos) da reconciliação.

Agora, abrir a casa e coração, as fronteiras e a nação aos "infiltrados" e mal intencionados não faz parte desse Espirito. O coração pastoral, a responsabilidade do líder autêntico é de proteger e guardar e dizer NÃO ao mal e seus agentes.

Isso posto, há que encontrar a moderação - radicalizar não leva a nada. Não é disso que precisamos. O mundo já tem radicais demais. Quem escolhe só a compaixão erra do lado certo, mas erra - politizar a dor e angústia de milhares, talvez milhões, por uma agenda de assistencialismo e "um mundo melhor" pode se tornar tão perigoso quanto é ingênuo. Por outro lado, escolher estampar sobre todos os que buscam refúgio o carimbo de terrorista ou radical ou subversivo além de irracional é certamente mentira. 

Encontrar o espírito que ao mesmo tempo concilia e discerne resume a tarefa de ser cristão nessa época. Seria impossível não fosse a promessa e o desafio de que habita dentro de nós o mesmo Espírito que existe no Pai e o mesmo que levantou Jesus dentre os mortos. 

Que época intrigante - e desafiadora de se viver. Aos que amam e oram e se dedicam à janela 10/40 minha gratidão e lealdade. 

"Venha o Seu Reino, seja feita a Sua vontade"! 

Vamos em frente, simples como as pombas, sagazes como as serpentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba no seu e-mail informações de Presentia

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...