segunda-feira, 27 de julho de 2015

Caio: O EVANGELHO É MARAVILHOSAMENTE ANÁRQUICO.

NESSE SENTIDO, O EVANGELHO É MARAVILHOSAMENTE ANÁRQUICO.
O HOMEM É MAIOR DO QUE A IGREJA, O TEMPLO, A ORDEM, O SISTEMA.

"Nós vivemos a vida com ordem até que a necessidade humana grite e nessa hora nós paramos de marchar. Na hora em que a necessidade humana aparece, nós arriamos a mudança e socorremos, nós paramos o culto e amparamos o caído, em vez de passarmos velozes como o sacerdote e o levita.

Nosso coração tem de se samaritanizar diante do altar criado pela necessidade humana, ante o qual nós precisamos todos nós ajoelhar e servir a Deus em misericórdia e compaixão, socorrendo fomes, necessidades, carências, doenças, seja lá o que for. A condição de carência humana vem acima de qualquer condição de pressa ou ordem humana.

Nesse sentido, o evangelho se torna anárquico. No sentido mais maravilhoso do termo, porque ele destrói qualquer que seja a perspectiva instituída e diz ouçam a voz do gemido, vejam a carência, percebam a necessidade e quanto ao mais, pare o sol.

Não é esta mensagem de Deus em Josué e no profeta Isaias? E o sol parou atendendo Deus ao clamor de um homem. Pare o sol. Volte a sombra do sol no relógio de Acaz, conforme o profeta Isaías descreveu porque Deus atendeu ao clamor de um doente chamado Ezequias. “E sol voltou os dez graus que já havia declinado.”

Se o sol pode parar e voltar, quem sou eu para não parar, para não voltar por causa do clamor, por causa da necessidade, da oração, por causa da misericórdia?

Caio Fábio
Trecho da série de estudos "Caminho do Discípulo".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba no seu e-mail informações de Presentia

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...