sexta-feira, 3 de abril de 2015

ESPECIAL DE PÁSCOA - Para que todo aquele que nEle crer

Se você acha que apenas as crianças aproveitam a Páscoa para se lambuzarem de chocolates, você está enganado caro amigo, a mulherada também dá suas escapulidas e detonam guloseimas durante essa época.

Mas COMPRAR ovos de Páscoa é errado?

Bem, abrindo um parêntese aqui - afinal, não é sobre isso que eu vim falar hoje - vou me apegar ao texto de I Coríntios 14 quando Paulo fala que a nossa consciência denuncia o pecado. Se você come o chocolate achando que tá pecado, você está pecando (bem, nesse sentido específico as coisas são relativas) "Não é a comida que nos recomendará a Deus, pois nada perderemos, se não comermos, e nada ganharemos, se comermos. Vede, porém, que esta vossa liberdade não venha, de algum modo, a ser tropeço para os fracos. [...] E, por isso, se a comida serve de escândalo a meu irmão, nunca mais comerei carne, para que não venha a escandalizá-lo."

Na verdade, querido e querida, eu vim aqui para falar de uma coisa muito, mas muito maior do que ovos de Páscoa. Vim falar sobre dois momentos mega especiais que mudaram a nossa história.

O primeiro deles aconteceu mais de mil anos a.C quando o povo hebreu estava escravo no Egito prestes a serem libertos. Naquela noite, as famílias se reuniram, comeram pães sem fermento, cordeiro e ervas e pintaram as portas da casa com sangue do animal que tinham comido. Após terem ido dormir, um anjo apareceu e trouxe a morte para aqueles que não seguiram os procedimentos que falei acima. (Êxodo 12 e 13)

Alguns não acreditaram em Moisés, e zombaram do poder de Deus e o anjo então, veio para libertar o povo daquele lugar. Deus o mandou para que todo aquele que nEle cresse, fosse liberto, aquele que cresse visse milagres e herdasse a Terra Prometida. Bastaria crer.

E assim surgiu a Páscoa.

Anos se passaram, séculos após séculos, até que o Rei, habitou entre nós, operou milagres, mostrou amor, ensinou o caminho, chorou, morreu e ressuscitou. Dois mil e quinze anos atrás o Cristo se entregou para que todo aquele que nEle crer não morra, mas tenha vida eterna, tenha liberdade incondicional, tenha a salvação.

O Cordeiro de Deus veio para que todo aquele que nEle crer, seja mais que vencedor, tenha coragem, tenha esperança e contemple milagres. Ele veio para que todo aquele que nEle crer tenha alegria plena, vida e vida em abundância.

A Páscoa é o momento em que paramos e lembramos da história dos nossos irmãos, que contemplaram em Deus o favor imerecido. O favor que apenas aquele que nEle crer, pode experimentar.

O sentido real da Páscoa é a passagem, a passagem da nossa incredulidade à plenitude de conhecimento através do Espirito Santo. E por causa disso, seja dada a Ele a honra e glória eternamente.

Somos escravos hoje. Escravos do dinheiro, do trabalho, do status, do sexo e do próprio conhecimento. Somos como os hebreus no Egito e como as pessoas 2015 anos atrás, os dias estão difíceis e quase insuportáveis, mas a salvação está aí e não depende de obras, riquezas ou poder, depende unicamente da fé, a crença e da importância no amor de Deus. "Porque Deus amou o mundo incondicionalmente para que todo aquele que nEle crer não morra, mas tenha a vida eterna. (João 3:16)"

Essa é a nossa Páscoa!

Cyelem Veloso

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba no seu e-mail informações de Presentia

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...