segunda-feira, 2 de março de 2015

Distrito Federal pede ajuda das igrejas para acabar com a dengue

O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, pediu para que os líderes religiosos ajudem o governo a acabar com a dengue, incentivando os fiéis a impedirem a proliferação do mosquito Aedes aegypti.
“Nosso apelo às lideranças é que, nos cultos, orientem a população a gastar cinco minutos por dia fazendo o controle e o acompanhamento para evitar a reprodução do mosquito da dengue.”
Além da dengue o Aedes aegypti também pode transmitir a febre chikungunya, doença parecida com a dengue que causa mal-estar, dores pelo corpo, dor de cabeça, apatia e cansaço.
O pedido do governo foi feito durante uma reunião com lideranças evangélicas na residência oficial do governo, em Águas Claras, uma ajuda que deve colaborar para diminuir a quantidade de infecções causadas pelo mosquito.
Em 2014 o DF registrou 11.458 casos de dengue, desses, 18 pessoas morreram. Em 2013 foram 11.520 infecções e 5 mortes. Já a febre chikungunya teve três casos no DF em 2014.
Para impedir a proliferação do mosquito é necessário evitar água parada, local onde as larvas do Aedes aegypti são incubadas. Impedir água limpa parada em pneus, vasos, garrafas e outros objetivos é ideal para fazer com que a quantidade de pessoas atingidas pela dengue caia.
Infectologistas alertam para o fato de que impedir o surgimento das larvas é mais seguro e fácil do que tentar acabar com os mosquitos usando produtos químicos.
Para ajudar o estado do DF na luta contra o mosquito, 200 militares do Exército contribuirão com a vigilância. O objetivo é impedir a epidemia das duas doenças que pode ser tornar um caos.

Pastores pedem regularização de lotes

Antes de fazer o pedido aos pastores, Rollemberg ouvir as reivindicações dos religiosos, entre elas a regularização dos espaços religiosos, já que muitas igrejas correm o risco de serem despejadas dos locais onde foram instaladas.
Essas igrejas fazem parte de áreas ocupadas irregularmente e órgãos ameaçam fechá-las. “Vamos trabalhar para isso, mas vamos ser muito rigorosos no combate à ocupação irregular daqui para frente. É nossa obrigação”, garantiu o governador. 
Com informações G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba no seu e-mail informações de Presentia

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...