quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

O poeta Janires gravou FREVO já no fim da década de 80, confira!


Janires sempre trazia em seus discos novidades no aspecto de música e ritmo. Cada disco do Rebanhão que era lançado (com ele foram Mel e Luz do Mundo) esperávamos para ouvir o que sairia diferente. Janires era poético e criativo, e principalmente com letras sempre evangelísticas, mensagem contextualizada para juventude e de cunho teológico saudável. 

A canção Baião Eletrônico foi gravada no "long Play" ESPELHO NOS OLHOS, final da década de 80. Um disco histórico que o Janires gravou e não participou de seu lançamento, pois veio a falecer antes.

Confira a letra:

Perambulando, perambu, perambulando
Perambulando pelas ruas do país.
Vou descobrindo que o maior pecado
É o pecado de achar que sem Jesus se é feliz
Felicidade não é ter grana no bolso.
Felicidade não é morar num castelo.
Felicidade é saber que Jesus Cristo vai voltar
E é por isso que eu não paro de cantar.
Não paro não, de cantar,
Cantando as coisas do meu Senhor.
Eu era magro e feio e muito triste
Mas agora com Jesus a coisa melhorou
Mas agora com Jesus a coisa melhorou
Tô até pensando em fazer
Um vestibular pra virar doutor
Antigamente não fazia nada
Só mé d'esquina
Ciência inculta
E letras apagadas
Ai, ai, ai, ai
O sertão pode até virar mar
Mas de uma coisa vocês fiquem certos:
Em água o mundo não vai mais se acabar
Éu, éu, éu, éu
Sem Jesus Cristo ninguém vai pro céu
Se não acreditas nesta verdade,
Oxente, vais é pro beleléu.
Percebe-se na parte final da música a entrada do Frevo exatamente numa explosão de alegria, que creio que foi a proposta do compositor.
CARLINHOS FÉLIX REGRAVOU EM 2012

Lançado em dezembro de 2012, pela Sony Music Brasil, "Lindo Senhor" de Carlinhos Félix traz um álbum ao vivo ao qual tem no repertório a canção "Baião Eletrônico", desta vez regravada com um arranjo pop e rock. 

Sobre a regravação, o cantor disse: ""Baião Eletrônico" é um clássico, se vocês observarem, fiz um arranjo caprichado, para uma música de alto nível."

Um clássico da Banda Azul, autoria de Janires em parceria com Moisés di Souza. Sua informalidade, essência evangelística e a letra incomum faz com que esta seja uma das melhores canções do repertório, aliado aos novos arranjos que a transformou de um simples baião em uma canção com traços do rock progressivo e pop.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba no seu e-mail informações de Presentia

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...