quinta-feira, 6 de novembro de 2014

HISTÓRIA DO REBANHÃO - parte 2

Janires - o pioneiro
O nome REBANHÃO indica que o rebanho de Deus, embora menor do que todos nós gostaríamos que fosse, é maior do que alguns imaginam. 

O rebanho de Deus transcende as barreiras denominacionais sendo antes percebido e identificado pelo amor. 

Este nome foi sugerido ao Janires, fundador da banda, por pessoa do interior de S. Paulo, que nós não conhecemos.


Em São Paulo, no final dos anos 70 Janires formou a Banda Rebanhão com componentes de lá ligados ao "Desafio jovem" fundado por David Wilkerson nos EUA aonde ele veio a conhecer a fé. 

Janires se muda para o Rio deJaneiro no início dos anos 80 com propósito de criar o Rebanhão do Rio de Janeiro. Convidou então, Pedro Braconnot (teclado) que ao ingressar na banda ainda era viciado em drogas e não estava convertido ao evangelho, vindo se converter logo depois, Carlinhos Félix (guitarra), Paulinho Marotta (baixo), Kandel (Bateria), todos na época membros da Igreja Presbiteriana de Copacabana e é lógico Janires (Violão). 

Capa Original
Estava portanto formada a banda que revolucionaria toda a música evangélica.

Começaram cantando nas praias e praças ao lado do Paulo Cesar Graça e Paz tendo como meta a evangelização principalmente de Jovens. 

Muitos criticavam, principalmente Pastores de Igrejas tradicionais, mas Deus continuava abençoando e foi lançado portanto, o 1º LP "Mais Doce que o Mel", que contém a música mais pedida por muitos anos em todos os lugares por onde o Rebanhão passou: "Baião". 
Segunda capa editada

Depois disso foram muitas viagens, muitas lutas e muitas vitórias ao lado de Jesus. Veio o 2º LP "Luz do Mundo", e já com uma mudança, já não era mais Kandel e sim Tutuca na bateria. 

Após este lançamento o Rebanhão sofreu uma grande perda.

Saiba mais, acessando amanhã!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba no seu e-mail informações de Presentia

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...