quarta-feira, 21 de maio de 2014

O Brasil, as injustiças e o adversário

O Brasil, as injustiças e o adversárioO Brasil, as injustiças e o adversário são uma metáfora semelhante à parábola da viúva, do juiz iníquo e do adversário,Lc 18:1-8.
A figura central da parábola do juiz iníquo está escondida no Adversário.
Precisamos considerar que uma parábola é um provérbio dilatado cujo objetivo é dar vida com um fim proveitoso ao ensino pedagógico.
O Brasil representa a viúva pobre, o juiz iníquo representa as injustiças de ordem social, económica, política e o adversário representa o Diabo. O Brasil está na rua porque não se conforma com as injustiças e apela ao Governo para que seja justo.
Aproxima-se a copa e aumenta o frenesim das Massas porque a intolerância tornou-se insuportável e o Povo brasileiro focado nas injustiças sociais e económicas exige Ordem e Progresso o lema do DNA da bandeira.
Admitamos que o Governo corrupto está em sérios apuros para resolver a questão do dilema dos acordos com a FIFA e as exigências do Povo. Me parece que não há saída possível senão atentarmos que é o Adversário o protagonista de toda esta situação.
Não pretendo diabolizar os factos e apenas orientar os cristãos à prática da perseverança da oração porque o Deus da paz certamente que não deixará de atender às súplicas do Seu povo e seja estabelecida a paz que é alcançável com o arrependimento e o perdão.
Não é o Governo ou a FIFA que estão em jogo, mas o  Brasil e eu português andarilho pelos sete mares peregrino por Cristo Jesus não deixarei de interceder pela terra de Vera Cruz.

Por 

Amilcar Rodrigues foi ordenado pastor em 1978 na "Apostolic Faith Mission" na República da África do Sul, onde fez estudos teológicos. Como missionário em Portugal, fundou três igrejas e foi Presidente Nacional da Comissão de Programas da Aliança Evangélica Portuguesa, para a televisão, RTP2. Foi formado produtor de televisão "Broadcast" pela "Geoffrey Connway Broadcast Academy" Toronto, Canadá, é filiado do "Crossroads Christian Comunication". Em 1998 veio para o Brasil convidado pelo Ministério Fé Para Todos, Rio de Janeiro. No ano 2000 fundou em Cabo Frio uma congregação do mesmo Ministério e foi nomeado Vice-Presidente do Conselho de Pastores até ao ano de 2004. Em 2006 ficou cego. Escreveu o livro "Deus da Aliança" , Evangelho dos Sinais aos Hebreus" e "Contos do Apocalipse". Foi convidado pelo Gospel+ para participar como colunista em Maio de 2012.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba no seu e-mail informações de Presentia

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...