sábado, 26 de abril de 2014

Isaltino Gomes - CRISE DE IDENTIDADE E FALTA DE UNIDADE ENTRE BATISTAS BRASILEIROS


O GRANDE PROBLEMA – VISÃO FRAGMENTÁRIA

O reino de Deus tem sido muito prejudicado porque muitos líderes têm uma visão fragmentária ao invés de uma visão global. 
Eles vêem apenas seu trabalho, seu ministério, sua igreja, sua carreira pessoal. Assim, se isolam dos outros. 
Prejudicam os demais porque deixam de dar e prejudicam-se a si mesmos porque deixam de receber. 
Entre muitas razões pelas quais isto sucede as duas mais fortes me parecem ser:

O SISTEMA BATISTA DA ÊNFASE À PARTE E NÃO AO TODO.

O sistema batista é congregacional, e coloca mais atenção na igreja local. Não existe a Igreja Batista, mas igrejas batistas. 
Assim, nos detemos mais trabalhando em parte do reino, do que para o reino. Com isto, muitos pastores e muitas igrejas não têm visão do reino, da denominação, do mundo, e apenas de si. 
O obreiro acaba tendo uma visão do seu trabalho, seu ministério e suas funções, e não do trabalho do reino. Ou então confunde o seu trabalho com a totalidade do reino. Na figura que usei antes, confunde seu quintal com o mundo. 
Com a ênfase no pequeno e no grupo local, a competição também é forte entre nós e acaba triunfando sobre a cooperação. Nossa cultura de ênfase na parte cria uma subcultura, deturpada, de valorizar a fragmentação. 

Nossa doutrina da igreja local como autônoma não está errada. Está errada sua deturpação. Ela é parte do reino e não a totalidade do reino. Devemos olhar a partir dela para ver o todo e nos encaixarmos no todo, e não centrar o olhar nela e esquecer do todo.

Pr. Isaltino Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Receba no seu e-mail informações de Presentia

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...